Mais uma pesquisa norte-americana entra na corrida para desenvolver uma vacina contra o vírus da gripe aviária, que já atingiu populações de frangos em mais de 40 países. A diferença é que, desta vez, a vacina também pretende combater a Doença de Newcastle, outro patógeno significativo para a avicultura. Os testes estão sendo conduzidos pelo Departamento de Microbiologia da Escola de Medicina Monte Sinai, de Nova York, e pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

Ao usar técnicas da engenharia genética, os cientistas desenvolveram uma vacina bivalente, ou seja, que expressa defesa contra as duas doenças. Os resultados preliminares, divulgados pela revista científica Proceedings of the National Academy of Science (PNAS) , mostrou que a vacina imunizou complemente os frangos contra a Doença de Newcastle e garantiu 90% de proteção contra o vírus H7N7, da gripe aviária, de alta capacidade patogênica.

Clique aqui para ler o original.