Um biólogo está desenvolvendo um trabalho que pode ser o meio de ser “vacinado” apenas se alimentando. Há 15 anos, Charles Arntzen, fundador do Biodesign Institute da Universidade Estadual do Arizona, e sua equipe têm trabalhado para criar “vacinas comestíveis”, ou vacinas criadas pela inserção de um gene viral nos alimentos.
Esse gene viral, provoca uma resposta no corpo que produz anticorpos para lutar contra doenças. A reação é uma “lição” ao corpo sobre como lutar contra agentes infecciosos específicos. Se mais tarde o ser humano for exposto a um desses agentes, estará pronto para a “briga”.

Fonte: ChechBiotech