O arcebispo Renato Martino, chefe do Conselho pela Justiça e pela Paz, afirmou que o Vaticano esteve neutro sobre a questão dos alimentos GMs até agora, mas está preparando um documento sobre a biotecnologia, a ser publicado em setembro, que será favorável a esses produtos. Segundo Martino, o Papa João Paulo II está muito interessado em novas tecnologias para a produção de alimentos como parte de uma política de agricultura sustentável. Ele destaca que cerca de 24 mil pessoas morrem de fome no mundo diariamente.

Martino, que era até o ano passado o representante do Vaticano na ONU, disse que o documento que está sendo preparado vai afirmar que o futuro da humanidade está em jogo e que não há espaço para argumentos ideológicos de ambientalistas.

Clique aqui para ler a matéria original, em inglês.