Para alimentar cerca de 2,3 milhões de pessoas que passam fome, os Estados Unidos vão exportar para a Zâmbia 10.000 toneladas de milho geneticamente modificado. Embora haja necessidade de alimentar a população faminta, alguns cientistas manifestam preocupação, pois não existe naquele país africano requerimentos legais para manipulação de organismos geneticamente modificados. Leia mais no site endereço eletrônico: Leia o texto original em inglês.